hérnia de disco

Dores decorrentes de hérnia de disco são um dos principais motivos que levam um paciente a procurar atendimento médico. Pode estar relacionada com um quadro de dor local e/ou irradiada para a perna ou braço. Também podem ocorrer formigamentos e em casos mais graves alterações motoras, como diminuição de força.

Vale lembrar que hérnia de disco não é sinônimo de dor, grande parte da população tem hérnia de disco sem nunca terem apresentado nenhum sintoma.

O disco intervertebral é a estrutura que fica localizada entre as vértebras. Tem como função amortecer e distribuir parte da carga aplicada sobre a coluna.

hernia de disco
1 – Disco normal; 2 – Disco protruso; 3 – Disco extruso.

Anatomia

O disco é constituído pelo anel fibroso, estrutura de fibrocartilagem em forma de anel, que tem a função de conter o deslocamento do núcleo pulposo (parte central do disco de constituição gelatinosa). O processo de degeneração discal acontece quando a estrutura do anel fibroso perde a sua integridade e o núcleo tende a ser forçado para fora do disco.

tratamento hérnia de disco no RJ

Hérnia de disco pode ocorrer em qualquer região da coluna vertebral, sendo mais raro na região torácica e mais frequente na coluna lombar, principalmente no nível de L5-S1.

A hérnia de disco pode ser classificada como:

  1. Protrusão discal: Quando não houve ruptura completa do anel fibroso;
  2. Extrusão discal: quando há ruptura completa;
  3. sequestro: Quando são encontrados fragmentos do disco dentro do canal medular.

Causas de Hérnia de disco

Os principais fatores para o desenvolvimento de hérnia de disco são:

  1. Fatores hereditários;
  2. Sedentarismo;
  3. Hábitos posturais ruins (ex. ficar sentado por muitas horas);
  4. tabagismo;
  5. Levantar objetos pesados sem o devido cuidado.
  6. fatores psicossociais (maior causa de dor lombar crônica).

Sintomas da hérnia de disco

Quando o ânulo externo está intacto, os sintomas costumam ser locais, não irradia. A dor irradiada, como por exemplo a dor ciática, ocorre quando há compressão de raiz nervosa.  Neste último caso a dor costuma ser mais intensa com características de choques e agulhadas, e acompanhada de alterações neurológicas, como: dormência/formigamento e/ou diminuição de força.

Essa diferenciação é muito importante, pois nem toda dor irradiada tem comprometimento de raiz nervosa (nervo ciático). Temos um tipo de dor que definimos como dor referida ou somática. Nesse caso, o paciente também vai apresentar dor irradiada, porém com características diferentes. Não vai apresentar sintomas neurológicos como os citados acima, e normalmente a dor irradiada não ultrapassa a linha do cotovelo/joelho. Nesse caso o prognóstico costuma ser mais favorável e o tratamento mais simples.

Vale lembrar que nem toda hérnia de disco provoca sintomas. Atualmente muitos estudos vem demonstrando que grande parte da população tem hérnia de disco sem nunca terem apresentado dor. Saiba mais.

Tratamento para hérnia de disco

Durante muito anos hérnia de disco foi considerado  um problema grave. Esse pensamento era reforçado pelo modo como os profissionais de saúde conduziam o tratamento. Hoje sabemos que com o tratamento adequado, mais de 90% dos pacientes se recuperam completamente, retornando normalmente para todas as suas atividades.

Em outro post, publicamos um estudo de caso da The new england journal of medicine, onde foi observado  no exame de ressonância magnética, a melhora de uma paciente com hérnia de disco sem a realização de cirurgia. Veja a postagem clicando aqui.

A nossa clínica utiliza técnicas como Método MckenzieOsteopatia, ajustes QuiropráticosAcupuntura e Pilates, com excelentes resultados tanto na fase aguda, quanto para evitar que o quadro se torne crônico e recorrente.

  • Saiba mais sobre artigos científicos relacionados a hérnia de disco nos links abaixo.

Resolução espontânea  de hérnia de disco lombar sem cirurgia.

Um a cada 5 pacientes submetidos a cirurgia de artrodese lombar, repetem a cirurgia.

Estudo mostra que alterações degenerativas em discos lombares são muito comuns em pessoas sem dor.

Corrida faz bem para os discos intervertebrais.